HomeApostilasApostila GrátisEstatísticaIntrodução à Estatística





Introdução à Estatística

Pesquisa EstatísticaEstatística é a “Ciência que dispõe de processos apropriados para recolher, organizar, classificar, apresentar e interpretar um conjunto de dados. A necessidade de se realizar análises e avaliações objetivas em uma pesquisa, que sejam fundamentadas em conhecimentos cietíficos, requer o uso das Estatísticas. As informações que elas fornecem são concisas, eficazes e específicas. Com base nelas, é possível tomar decisões de maneira racional.

A Estatística é bastante utilizada em empresas e instituições, pois oferece ferramentas importantes na definição de metas, avaliação da peformance, identificação de pontos fracos, atuando na melhoria contínua dos processos.

O que é Estatística Básica?

Estatística é definida como um conjunto de métodos e técnicas de pesquisa que, dentre outros tópicos relacionados, trata do planejamento do experimento a ser realizado, a coleta dos dados de maneira qualificada, a inferência, o processamento dos dados, a análise deles e a distribuição das informações.

Usos e Aplicações da Estatística

A estatística constitui uma parte da matemática aplicada que tem como finalidade obter conclusões sobre os verdadeiros parâmetros do universo, utilizando para isso a coleta, a organização, a descrição, a análise e a interpretação dos dados.

A Estatística têm se tornado cada vez mais uma ferramenta multidisciplinar, atuando em diversos campos do conhecimento. Os próprios meios de comunicação divulgam informações atuais que provém de pesquisas e estudos estatísticos. O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) é o órgão que se responsabiliza pela produção de estatísticas oficiais, subsidiando pesquisas, estudos e planejamentos governamentais no país. A estatística pode ter aplicações no meio social, da saúde, tecnologia, industrial, financeira e bancária, nas universidades e instituições de pesquisa e no meio agronômico.

  • Na área médica, ela é conhecida como bioestatística, e pode auxiliar no combate à determinada doença por meio da sua pesquisa, estudo e controle.
  • Na área tecnologica, quando as informações sobre determinado equipamento necessitam de conceitos e teorias estatísticas mais elaboradas.
  • Na área industrial, a estatística participa de todas as etapas, desde os estudos de implantação de uma fábrica, até o controle de estoque, estudos de produtividade, acidentes de trabalho, etc.
  • Em recursos humanos, o estatístico realiza pesquisa de compatibilidade entre habilidades dos empregados e as atividades desenvolvidads por eles.
  • Na área de demografia, o profissional de estatística estuda e analisa os assuntos relacionados às características da população.
  • Na área de análise de mercado e marketing, a estatística desempenha função importante no monitoramento e desenvolvimento de vendas, campanhas publicitárias, análise de público, etc.
  • Dentro de Universidades, o profissional pode atuar como docente das discuplinas de Estatística, e, nas Instituições de Pesquisa, no auxílio da metodologia científica adotada em projetos e em todo o processo das pesquisas realizadas.

Estatística Descritiva

É o ramo da estatística que se preocupa apenas em descrever os dados observados da amostra, sem se preocupar em fazer previsões sobre os parâmetros do universo. Na estatística descritiva temos a coleta, organização e descrição dos dados.

Resumidamente, a Estatística Descritiva trata da organização e apresentação dos dados.

Estatística Inferencial ou Estatística Indutiva

É a parte mais importante da estatística, pois é a inferência estatística que permite a análise e a interpretação dos dados através de estimativas de parâmetros do universo.

Resumidamente, a Estatística Inferencial, a partir de uma amostra, trata de inferir sobre uma população. A ferramenta básica desse ramo é a probabilidade.

Para mais informações, acesse a apostila sobre Teoria das Probabilidades.

População ou Universo

É qualquer conjunto de elementos ou indivíduos, com pelo menos uma característica comum ao objeto em estudo. Exemplo:

  • A população de alturas dos candidatos ao concurso de AFRF/2005;
  • A população de escolas de estatística no Brasil em 2005;
  • A população de computadores em São Paulo.

A população pode ser dita finita ou infinita conforme o número de elementos que possui. Por exemplo, a população dos pesos dos candidatos ao concurso do ICMS/2002 é finita. Porém, se cada aluno é sorteado e recolocado no conjunto para novo sorteio, teríamos a população de pesos infinita. Na prática, consideramos como infinitas aquelas populações com número de elementos muito grande.

Finita ou infinita, dependendo do número de elementos que a compõem, a população ou universo é o conjunto de objetos ou indivíduos que apresentam uma ou mais características em comum. A população pode ser caracterizada como qualitativa, quantitativa ou dicotómicas.

Censo

É o processo que consiste no exame de todos os elementos da população. Na prática, a coleta de dados sobre a população requer:

  1. Disponibilidade de tempo;
  2. Precisão dos dados coletados;
  3. Recursos financeiros;
  4. Planejamento das etapas de coleta. 

Portanto, são muitas as dificuldades para a realização de um censo, logo, nós geralmente utilizamos os processos de amostragem.

Significa basicamente a medição ou contagem de toda a população. Pode ser definida como a relação entre o tamanho da população e o tamanho da amostra, garantindo determinada margem de erro.

Amostra

É qualquer subconjunto não vazio da população. Para a seleção da amostra, devemos tomar cuidado para que a amostra seja representativa da população, considerando a aleatoriedade da seleção e o tamanho da amostra.

Os principais objetivos da recolha de uma amostra é estimar características desconhecidas de uma população e testar hipóteses ou informações sobre parâmetros de uma população. Quando parte de uma população é contada ou medida, dá-se o nome de Amostra. Ela produz estatísticas que são usadas para realizar predições sobre vários parâmetros da populações. As técnicas de amostragem dão dividas em aleatória, estratificada, agrupamento e sistemática.

Amostra Aleatória: Quando todos os elementos de uma população têm chances iguais de serem selecionados.

Amostra Estratificada: Cita a importância de se ter elementos de cada segmento da população na amostra.

Amostra por Agrupamento: Quando existem naturalmente subgrupos dentro de uma população, onde há características similares em cada um deles.

Amostra Sistemática: Quando há numeração estabelecida para ordenar elementos de uma população, onde o inicial é selecionado aleatoriamente e os demais, segundo intervalos regulares.

Simulação

Quando as condições de uma situação ou processo são reproduzidas pelo uso de um modelo matemático ou físico, elas recebem o nome de simulação.

Experimento

Experimento é a denominação dada quando são observadas as respostas da aplicação de um tratamento a uma parte da população.

Experimento Aleatório

São aqueles que, repetidos nas mesmas condições, produzem resultados possíveis e diferentes. Exemplo: O lançamento de uma moeda honesta várias vezes nas mesmas condições, produz cara ou coroa como resultado, que só pode ser conhecido após o lançamento.

Experimento Determinístico

Quando o resultado do experimento já está determinado antes de sua realização, portanto não interessa ao estudo da Estatística.

Distribuição de Frequência

É uma disposição de dados numéricos, de acordo com o tamanho ou magnitude dos mesmos. Neste tipo de série não variam local, tempo e o fato. A distribuição de frequência pode ser apresentada por valor (único) ou por grupo de escalares (classes), discriminando a frequência dos mesmos.

A Distribuição de frequências é utilizada quando se tem apenas uma variável e leva em consideração o tipo de variável em causa, ou seja, se ela é qualitativa ou quantitava, o tamanho da amostra, a frequência absoluta, a frequência absoluta acumulada, a relativa e a relativa acumulada.

Dados Estatísticos

São todas as informações levantadas (coletadas) que servirão como base para o estudo e análise estatística e que chamaremos de Dados.

Os dados são observações de uma ou mais variáveis, que são coisas que se deseja observar para se obter algum tipo de conclusão. As variáveis podem ser:

Variáveis Qualitativas: Quando as características de uma população não são medidas, ou seja, categóricas, divididas em ordinais ou nominais.

Variáveis Quantitativas: Quando as características de uma população podem ser quantificadas, dividindo-se em discretas e contínuas.

Quando os dados estatísticos consistem em medidas ou contagens numéricas, eles são conhecidos como dados quantitativos. Podem ser classificados como discretos (quanto é finito ou enumerável, o número de valores possíveis), ou contínuos (resultante de infinitos valores possíveis correspondentes a alguma escala conínua, cobrindo um intervalo de valores).

Dados Brutos

São dados inicialmente coletados que ainda não foram organizados sistematicamente.

Rol

É qualquer arranjo de dados brutos em ordem crescente ou decrescente.

Comentários  

 
Valquíria
0 # Valquíria 26-03-2014 16:28
Muito obrigado por essa aula, totalmente esclarecedor!!! !!
Responder | Responder com citação | Citar
 

Gostou do conteúdo? Compartilhe!


Questões de Concurso

Respondendo prova de simulado

Para treinar e se aperfeiçoar, o ideal é responder a questões que irão testar os seus conhecimentos em concursos públicos. Confira em nossa site.

Questões de Concurso

Matérias do Concurso

Estudantes lendo livro Concurso Público

Você já escolheu a área em que você vai prestar concurso público? Se sim, aproveite para ler os conteúdos que mais caem nas provas.

Matérias do Concurso

Edital de Concurso

Ler livros óculos

Nesta seção você encontra os editais de concursos separados por áreas. Escolha uma área de seu interesse e fique por dentro de tudo sobre a vaga escolhida!

Edital de Concurso