Especialista em Regulação

Matérias do concurso - ANCINEA seguir listamos o conteúdo programático para o Concurso Público para provimento de vagas de nível médio da Agência Nacional do Cinema - ANCINE para o cargo de Especialista em Regulação de acordo com edital de 2013 realizado pelo CESPE .

 

Conhecimentos Gerais:

  • Língua Portuguesa
  • Língua Inglesa
  • Noções de Direitos Administrativo
  • Noções deDireitos Constitucional
  • Histórico, Fundamentos e Legislação Específica do Audiovisual
  • Regulação Econômica e Agência Reguladoras
  • Defesa da Concorrência

Conhecimentos Específicos:

  • FUNDAMENTOS TÉCNICOS DA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL . 1. Processos narrativos e linguagem cinematográfica. 1.1 O cinema não narrativo e as fo rmas documentais. 1.2 Principais técnicas e corrent es do documentário: cinema direto; filme etnográfico; mockumentary , “docudrama”, reality-show . 2. Estruturas básicas de roteiro: formatos, gêneros, e strutura narrativas básicas, script doctor , construção de personagem, arco narrativo, atos, plot point . 3. Conceitos de obra audiovisual original, obras derivadas, remakes , sequências, development deal e turnaround . 4. Noções de direção. 4.1 Linguagem audiovisual básica: tomada, plano, cena e sequência; enquadrame ntos. 5. Noções de custos de realização de uma obr a audiovisual. 5.1 O modelo norte-americano: negative costs, above the line, below the line, P&A . 5.2 Componentes orçamentários segundo fases da realizaç ão da obra 5.3 Relação entre roteiro e orçamento. 5.4 Causas de variação dos custos de produção. 6 Té cnicas de continuidade. 7 Som: captação, edição e mixagem; som direto, sound design , ADR. 8 Técnicas básicas de animação: convencional , vetorial, 3D, stop- motion . 9 Fluxo de desenvolvimento e produção em animação : character design , “bíblia”, dublagem, animação, finalização. 10 Pós-produção de imagem: m ontagem, edição, composição, CGI, Chroma-key , matte-painting , color balance . 11 Equipes e técnicos envolvidos na produção audi ovisual. 11.1 Funções da equipe técnica.
  • ANÁLISE DE PRODUÇÃO: 1 Processos de elaboração de roteiro. 1.1 Decupagem de cenas. 1.2 Análise técnica de orçamento. 2 Etapas da produção audiovis ual: desenvolvimento, pré-produção, produção, pós- produção e comercialização. 3 Departamentos e funçõ es de uma equipe de produção audiovisual. 3.1 Principais técnicas utilizadas. 4 Planejamento e c ontrole da produção. 5 Fontes de financiamento da atividade audiovisual. 5.1 Mecanismos de co-produçã o, patrocínio e investimento. 5.2 Product placement e crédito. 5.3 Licenciamento e comissionamento. 6 No ções sobre windowing (janelas) e estratégias de distribuição e comercialização de obras audiovisuai s.
  • GESTÃO DE NEGÓCIOS AUDIOVISUAIS . 1 Conceito de janelas de exibição e segmentos de mercado. 2 Produção independente. 2.1 Características básicas: inovação, especialização, promoção de novos talent os. 2.2 Estímulos públicos à produção independente. 3 R elações contratuais típicas: pickup deal, first look deal, exclusive deal, housekeeping deal . 4 Estratégias privadas de financiamento da obra a udiovisual. 4.1 Coprodução. 4.2 Financiamento bancário. 4.3 Garanti a de finalização ( completion garantee ). 4.4 Aquisição antecipada por exibidores e distribuidores. 4.5 Blind bidding . 4.6 Aquisição antecipadas por emissoras ou programadoras. 5 Características da produção para t elevisão. 5.1 Produção própria, comissionamento/terceirização, coprodução e aquisiç ão de produção independente. 6 Distribuição. 6.1 Noções de constituição de carteira. 6.2 Elaboração do plano de lançamento. 6.3 Custos de P&A. 6.4 Estratégias de distribuição: exclusiva (restringida ou limitada), exibição em plataforma e estréia mac iça. 6.5 Blockbooking . 6.6 Característica dos contratos de distribuição: territórios e segmentos, cross -colaterização, retenção prioritária, primeira escolha e última rec usa, sublicenciamento, codistribuição, controle de recebíveis, receita bruta do distribuidor, receita líquida do produtor. 7 Exibição: transição analógic o-digital. 7.1 Estrutura de custos e fontes de receita. 7.2 Me rcado exibidor e características das salas de exibi ção 26 comercial no Brasil. 7.3 Circuito alternativo; cine clubismo; circuito de arte. 8 Relações entre distri buidores e exibidores. 8.1 Repartição da receita de exibição e comissão de distribuição. 9 Programação. 9.1 Estra tégias de programação, constituição da grade e faixa de ho rário: lead-off, lead-in, hammocking, tent-poling, blocking, seamlessness, countprogramming, bluting, stuning, bridging . 9.2 Escolha de conteúdo; conceito de pitching . 9.3 Estratégias de merchandising , product placement e brand placement . 9.4 Sistemas de distribuição: radiodifusão, televisão por assinatur a (Cabo, MMDS e DTH), vídeo doméstico, vídeo sob demanda e novas formas de distribuição.
  • FUNDAMENTOS DE ECONOMIA DO AUDIOVISUAL . 1 Fundamentos econômicos e políticos da indústria do audiovisual. 1.1 Organização e funcionamento do mer cado cinematográfico e audiovisual brasileiro e internacional. 1.2 Cadeias do mercado audiovisual, segmentos de mercado e estratégias de windowing 1.3 Hollywood, a atuação das majors e as indústrias nacionais de cinema. 1.4 As emisso ras de televisão: a exploração privada e os diferentes arranjos de expl oração pública. 1.6 Mercado do audiovisual brasile iro e parcerias cinema e TV. 1.7 Oligopolização e globali zação: as transnacionais da comunicação. 1.8 As produtoras e distribuidoras independentes. 2 Noções sobre economia da mídia. 2.1 Estruturas de mercado . 2.2 Economias de escala e de escopo. 2.3 Noções de externalidades. 2.4 Noções de conteúdo de fluxo, conteúdo de estoque e bens de experiência. 2.5 Estr atégias corporativas: integração vertical e concentrações horizontais e diagonais (propriedade cruzada dos meios). 2.6 Efeitos da concentração do market share . 2.7 Economia da mídia e políticas públicas: princ ípios aplicáveis, pluralidade das fontes (agentes), diversidade da informação e direito de a cesso, regulação da propriedade nas comunicações, concentração do mercado e promoção da concorrência, regionalização da produção e ingresso de novos fornecedores de conteúdo. 3 Economia política da c omunicação. 3.1 Reestruturação produtiva dos mercados de informação e do entretenimento sob a ég ide da competitividade global e da aceleração tecnológica. 3.2 Efeitos da globalização econômica, da mundialização cultural e da convergência multim ídia nos produtos e negócios da mídia. 3.3 Os fatores po líticos, econômicos e tecnológicos na configuração dos atuais sistemas e meios de comunicação. 4 Caracter ísticas econômicas do mercado cinematográfico: cade ia produtiva, estruturação das rendas, falhas de merca do, barreiras à entrada e obstáculos à produção independente, impactos de novas tecnologias. 5 Car acterísticas econômicas do mercado de televisão aberta: cadeia produtiva e falhas de mercado. 6 Ca racterísticas econômicas do mercado de TV Paga: cad eia produtiva, falhas de mercado, barreiras à entrada e obstáculos à produção independente, impactos de novas tecnologias.
  • FINANCIAMENTO E REGULAÇÃO DO SETOR AUDIOVISUAL NO B RASIL . 1 Mecanismos de financiamento via fomento indireto. 1.1 Lei nº 8.685/1993 1.2 Medida Provisória n.º 2.228-1/2001. 1.3 Decreto n.º 6.304/2007. 1.4 Instrução Normativa ANCINE n.º 76/2 008 (alterada pela IN n.º 90/2010); 2 Mecanismos financiamento via fomento direto. 2.1 Lei nº 11.437 /2006 (Fundo Setorial do Audiovisual). 2.2 Lei nº 12.599/2012. 2.3 Decreto n.º 6.299/2007. 2.4 Decret o n.º 7.729/2012. 2.5 Programa Ancine de Incentivo à Qualidade – PAQ. 2.6 Prêmio Adicional de Renda – PA R. 3 Elaboração, a apresentação e o acompanhamento de projetos de obras audiovisuais. 3 .1 Instrução Normativa ANCINE n.º 22/2003 (com alterações até a IN n.º 110/2012). 4 Coprodução int ernacional. 4.1 Instrução Normativa ANCINE n.º 106/2012. 5 Prestação de Contas. 5.1 Instrução Norm ativa n.º 110/2012. 6 Programas Especiais de Fomento. Instrução Normativa ANCINE n.º 81/2008. 7 FUNCINES. 7.1 Instrução Normativa ANCINE n.º 80/2008 (com alterações até a IN 110/2012). 8 Regim e Especial de Tributação para Desenvolvimento da Atividade de Exibição Cinematográfica – RECINE. 8.1 Instrução Normativa ANCINE n.º 103/2012. 9 Contribuição para o Desenvolvimento da Indústria Ci nematográfica Nacional – CONDECINE. 9.1 Conceito, natureza, fato gerador e hipóteses de incidência. 1 0 Mecanismo de cota de tela cinematográfica. 10.1 Instrução Normativa ANCINE n.º 88/2010. 10.2 Decret o n.º 7.874/2012. 11 Regulação do Serviço de Acesso 27 Condicionado. 11.1 Lei n.º 12.485/2011. 11.2 Instru ção Normativa n.º 100/2012 (com alterações até a IN 102/2012). 12 Registro de Agentes Econômicos. 12.1 Instrução Normativa ANCINE n.º 91/2010 (alterada at é a IN 105/2012). 13 Registro de obras audiovisuais. 13.1 Certificado de Produto Brasileiro. 13.2 Certif icado de Registro de Título. 13.3 Instrução Normativa ANC INE n.º 104/2012 (alterada até a IN n.º 107/2012). 13.4 Instrução Normativa ANCINE n.º 105/2012 (alterada a té a IN n.º 107/2012). 13.5 Instrução Normativa ANCINE n.º 95/2012 (alterada até a IN n.º 107/2012) .


Confira aqui o edital:

Edital Especialista em Regulação da ANCINE 2013

Gostou do conteúdo? Compartilhe!


 

Apostila Grátis

mulher estudando para concurso

Está precisando de material de estudo? Aqui você encontra apostilas e provas gratuitas que podem aumentar o seu desempenho em concursos!

Apostila Grátis

Dicas para Concurso

garota estudando

Confira algumas dicas de concursos organizadas especialmente para você se preparar e obter sua vaga na área pública.

Dicas para concurso