header image
TWITTER FanPage CPO - Facebook
 Adicionar aos Favoritos
Concursos Públicos 2013
Apostila Gratis
Noticias sobre Concursos
Dicas
Motivacao
Concurso Publico dos meus Sonhos
Provas de Concursos
Simulados
Legislação
Duvidas Frequentes
Espaço do Concurseiro
Concursos em Andamento
Concursos para Nivel Fundamental
Concursos para Nível Médio
Concursos por Curso Superior
Concursos Federais
Concursos Estaduais
Bancas Examinadoras
Portaria de Autorizacao de vagas
Editais de Concursos
Materias que caem nos Concursos
CB Workflows




Concursos Públicos 2013 arrow Estado-PI Agente Tributário arrow AFC CGU 2004 arrow Contabilidade Publica Prova 2 CGU 2004

Contabilidade Publica Prova 2 CGU 2004

08 - Sobre a Contabilidade Pública no Brasil, não podemos afirmar que:

a) é instrumento de registro e controle da execução do Orçamento aprovado pelo Poder Legislativo.
b) registra a fixação da receita e a previsão da despesa.
c) não contabiliza praças e arruamentos.
d) adota, para apuração de resultados, o regime contábil misto, isto é, regime de caixa para receitas e de competência para despesas.
e) adota o sistema de partidas dobradas.

 

09 - Sobre o campo de aplicação da Contabilidade Pública no Brasil, podemos afirmar que:

a) não inclui as empresas estatais de capital aberto (sociedades de economia mista).
b) os municípios, como esferas autônomas, não se submetem aos ditames da Lei nº 4.320/64.
c) inclui o Sistema “S” ( SENAI, SENAC, SENAR, SENAT) por receberem recursos parafiscais.
d) inclui a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), conforme definido na Constituição Federal de 1988.
e) não inclui as fundações públicas.

 

10 - Os créditos adicionais podem ser classificados como:

a) suplementares, quando destinados a despesas urgentes e imprevistas.
b) especiais, quando destinados a despesas para as quais não haja dotação orçamentária específica.
c) extraordinários, quando destinados a reforço de dotação orçamentária.
d) complementares, quando destinados a reforço de dotação orçamentária.
e) ordinários, quando destinados a despesas com créditos insuficientes.

 

11 - Sobre a destinação de recursos públicos para o setor privado destinados a, direta ou indiretamente, cobrir necessidades de pessoas físicas ou déficits de pessoas jurídicas, consoante os arts. 26, 27 e 28 da Lei de Responsabilidade Fiscal – LRF, podemos afirmar que:

a) os valores transferidos não precisam atender às condições estabelecidas na Lei de Diretrizes Orçamentárias, devendo, porém, estar previstos no orçamento ou em seus créditos adicionais.
b) não se aplica a sociedades de economia mista.
c) não podem ser utilizados recursos públicos para socorrer instituições do Sistema Financeiro Nacional.
d) a LRF não proíbe que o Banco Central do Brasil conceda às instituições financeiras operações de redesconto e empréstimos de prazo inferior a trezentos e sessenta dias.
e) não se aplica a empresas públicas.

 

12 - Sobre as Despesas Públicas da União não se pode afirmar que:

a) são estágios da despesa orçamentária o empenho, a liquidação e o pagamento.
b) o pagamento de juros e encargos da dívida se caracteriza como despesa corrente.
c) amortização da dívida é uma despesa de capital.
d) inversões financeiras são definidas como despesas de capital.
e) investimentos são classificados como despesas correntes.

 

13 - Sobre as Receitas Públicas da União, indique a opção correta.

a) a arrecadação consiste na entrega dos recursos ao Tesouro Nacional.
b) como receitas correntes podemos citar as receitas tributárias e as oriundas de operações de crédito.
c) como receitas de capital, podemos citar aquelas derivadas de alienações de bens imóveis e de recebimento de taxas por prestação de serviços.
d) a remuneração das disponibilidades do Tesouro Nacional caracteriza-se como receita corrente.
e) multas e juros de mora sobre impostos caracterizam-se como receitas correntes.

 

14 - Entre as seguintes opções, indique a que caracteriza uma interferência passiva:

a) cota recebida.
b) despesas de capital.
c) repasse concedido.
d) desincorporações de bens e direitos.
e) alienações de bens e direitos.

 

15 - Por Mutações Ativas entende-se:

a) variações patrimoniais ativas orçamentárias que caracterizam a aquisição de bens e direitos ou amortização de dívida passiva.
b) variações patrimoniais ativas extra-orçamentárias que caracterizam a alienação de bens e direitos ou recebimento de dívida ativa.
c) variações patrimoniais passivas orçamentárias que caracterizam a aquisição de bens e direitos ou amortização de dívida passiva.
d) variações patrimoniais passivas extraorçamentárias que caracterizam a alienação de bens e direitos ou amortização de dívida passiva.
e) variações patrimoniais ativas extra-orçamentárias que caracterizam a aquisição de bens e direitos ou amortização de dívida passiva.

 

 

Gabarito desta Prova 


Comentarios

Para adicionar comentários nesta página
basta ser um usuário cadastrado!
 
Faça seu Login ou Cadastre-se aqui. É grátis!





Enquete